O Comércio do Porto

Num período em que deixou de haver papel para a tinta correr, os jornalistas e demais trabalhadores de O COMÉRCIO DO PORTO encontram neste espaço a via para o exterior, por forma a manter viva a alma do jornal mais antigo de Portugal continental. Envie as suas mensagens para comercio151@hotmail.com

terça-feira, agosto 02, 2005

Viva!

Há dez anos, também eu passei pela redacção d’O Comércio do Porto, tendo por aí ficado cerca de 2 anos. Nunca conheceria outra secção que não fosse a do Nacional. Falo de trabalho, claro.

Lamento muito o fecho do jornal, a dita suspensão. Expresso daqui o meu voto de simpatia e solidariedade por vos ver em situação tão estranha, injusta, complicada e difícil. Coragem! Acredito que o jornal vá ser novamente editado e melhorado. Eu acredito, acreditai também.

Um grande e especial abraço, mesmo se aí já não estão, para o Nuno Morais –grande amigo!-, Manuel Molinos - chefe, mas pouco J- , Paulo Tavares – mestre e amigo, para a Maria João e para a Ana Carla e Manuela e tantos e todos, e para o Norton de Matos e para todos os da edição e da secretaria e os condutores e fotógrafos...

Palavra de honra que, recordando-me dos anos aí passados, onde pude amadurecer e crescer, me vêm as lágrimas aos olhos.

Enfim, coragem e muito obrigado por me terem deixado fazer parte da “família”.

Enfim, coragem e muito obrigado por me terem deixado fazer parte da “família”.

CORAGEM!

(p.s. Um dia ainda irei visitar a redacção com os meus alunos.)

Rui Jorge Bacelo