O Comércio do Porto

Num período em que deixou de haver papel para a tinta correr, os jornalistas e demais trabalhadores de O COMÉRCIO DO PORTO encontram neste espaço a via para o exterior, por forma a manter viva a alma do jornal mais antigo de Portugal continental. Envie as suas mensagens para comercio151@hotmail.com

sexta-feira, agosto 05, 2005

Seres excepcionais, por Ferreira de Castro e David Pontes

“Sempre que eu regressava da escola, davam-me em minha casa O Comércio do Porto e diziam-me:

- Vê lá! Vê lá se já sabes ler!

Pequenito, seis a sete anos, já com o vírus precoce do sonho, eu ia soletrando, primeiro; depois, com a passagem dos meses, lendo, e, por fim, admirando…

Uma admiração extraordinária, constante e densa para os homens que escreviam O Comércio do Porto. Julgava-os como deuses, seres excepcionais a cuja altura eu não considerava ninguém, entre as pessoas conhecidas, digno de ascender

Como seriam eles? E de que estranhos materiais se serviam para fazer o jornal? Isto era importantíssimo: ignorando os processos gráficos, eu ficava horas e horas a pensar no mistério que para mim representava a confecção de um jornal. Como conseguiriam aquelas letras tão perfeitas, tão certinhas, tão iguais às dos livros que eu decorava na escola? Á mão?”

Ferreira de Castro em “Uma Hora de Jornalismo”


Á mão. Com cabeça e muito coração. O que alguns de vocês têm feito nos últimos dias, neste blog, é da mesma massa dos “seres excepcionais” que falava o Ferreira de Castro. O Comércio pode acabar (esperemos que não), mas vocês mostraram como vão continuar de cabeça erguida. Parabéns. Encontramo-nos por aí.

David Pontes

2 Comments:

  • At 05 agosto, 2005 15:36, Blogger josevinha said…

    Grande director: sabes que me lembrei de ti quando me vim embora?! Lembro-me daquele dia, no teu quarto escuro, me dizeres que ias sair do COMERCIO! E vi-te as lágrimas. Um privilégio. Percebi que os directores têm alma. Afinal são jornalistas. Mas a tua alma perdeu dimensão. Não a consigo medir por tão imensa que é.

     
  • At 05 agosto, 2005 20:30, Blogger SusanaRibeiro said…

    :D. Obrigado pela força - de alguém de só teve pena de trabalhar contigo dois míseros mesitos.

     

Enviar um comentário

<< Home