O Comércio do Porto

Num período em que deixou de haver papel para a tinta correr, os jornalistas e demais trabalhadores de O COMÉRCIO DO PORTO encontram neste espaço a via para o exterior, por forma a manter viva a alma do jornal mais antigo de Portugal continental. Envie as suas mensagens para comercio151@hotmail.com

segunda-feira, agosto 08, 2005

Ovar: Ladrão foi escorraçado à “paulada” pela vítima

Francisco Manuel

Um assaltante teve de fugir quando tentava roubar a proprietária de um café em Ovar e esta se defendeu com um ferro. A vítima chegou mesmo a perseguir o assaltante e bater com o ferro na moto do assaltante que caiu, mas mesmo assim conseguiu escapar. Momentos depois foi detido pela PSP local junto ao Hipermercado Modelo.
O caso reporta ao passado sábado, cerca das 19h30, quando o assaltante entrou no café, com o capacete na cabeça e pediu “uma bica”. Sem tirar o capacete integral, conseguiu beber o café e quando terminou, aproximou-se da proprietária do café, que àquela hora estava sozinha ameaçando-a com uma pistola – que depois se verificaria ser de plástico – e uma seringa que lhe encostou a um braço. “Dá cá todo o dinheiro”, exigiu. No entanto, a dona do café, não se intimidou, e imediatamente pegou num ferro que ali tinha e atingiu o assaltante no capacete. Sem qualquer receio perseguiu o assaltante até fora de portas e quando ele montava na moto, mandou-lhe outra paulada, atingindo desta vez a moto e provocando a queda do assaltante que rapidamente voltou a montar na moto e escapou. Momentos depois, viria a ser detido pela PSP junto ao Modelo. Depois de ser ouvido pelo Juiz de Instrução Criminal ficou sujeito a apresentar-se semanalmente no posto da PSP de Ovar.

Desentendeu-se com o vizinho e disparou a caçadeira

Nesse mesmo dia à tarde, cerca das 18h30, na zona do hospital de Ovar, um homem de 35 anos, desentendeu-se com o seu vizinho de baixo e disparou um tiro de caçadeira na direcção de um pinhal, sem contudo fazer vítimas.
Desconhece-se o que terá estado na origem desta discussão, até porque o alegado ofendido não apresentou queixa na polícia. Os agentes da PSP foram no entanto chamados ao local e depois de largos minutos conseguiram convencer o homem a entregar a arma, uma caçadeira calibre 12 milímetros, bem como as restantes munições.

Andava a fazer piões com 10 gramas de haxixe e ameaçava transeuntes

Um homem de 25 anos, residente em Gondomar, foi detido pelo Corpo de Intervenção (CI) da PSP na Praia do Furadouro, em Ovar, cerca das 20h15 da mesma tarde de sábado. o CI foi chamado pelo populares que se queixaram de andar um homem a fazer piões de carro e a ameaçar “toda a gente com uma arma”.
Prontamente o CI pôs fim à “brincadeira”, conseguindo parar o condutor tresloucado. A suspeita de que estivesse armado não se viria a confirmar, no entanto, o automobilista viria a ser detido por ter na sua posse 10 gramas de haxixe. Depois de ser presente ao tribunal foi libertado, mas fica obrigado a apresentar-se semanalmente no posto das autoridades da sua área de residência até que seja julgado.