O Comércio do Porto

Num período em que deixou de haver papel para a tinta correr, os jornalistas e demais trabalhadores de O COMÉRCIO DO PORTO encontram neste espaço a via para o exterior, por forma a manter viva a alma do jornal mais antigo de Portugal continental. Envie as suas mensagens para comercio151@hotmail.com

sexta-feira, agosto 05, 2005

Os meus amigos

Costuma dizer-se que o melhor de tudo são as crianças. Não concordo. Eu acho que são os amigos. São as pessoas que mais prezo e que me orgulho de guardar num livrinho secreto. Afinal de contas, são muito difíceis de encontrar e tão fáceis de perder. Mais vale conservá-los bem…
Curiosamente, algumas das pessoas que mais gosto trabalhavam no Comércio. Acho que não preciso de estar para aqui a dizer nomes. Os visados vão enfiar a carapuça. Ainda há dias nos encontrámos para uma grande farra! Lembram-se?
A minha profissão, que é também a vossa, obriga-me a ter o prazer de vos encontrar regularmente. Que sacrifício… Concordo com alguém neste blog que disse que devia ser proibido fechar jornais. E devia ser mesmo.
A maioria não sabe, mas também tive uma passagem pelo Comércio, ainda que fugaz e disfarçada. Foi um orgulho. Como me orgulho de visitar diariamente este espaço e de constatar a força que já vos conhecia. Não é surpresa para mim. O vosso jornal sempre viveu das pessoas, e tenho a certeza que assim voltará a ser em breve.
O abraço é extensivo a todos os que não são meus amigos mas poderiam muito bem ser.

Miguel Vieira

3 Comments:

  • At 05 agosto, 2005 18:12, Blogger Juanita said…

    ai que liiiiiiiiiindo... estou à tua espera para mais um desfile;)

     
  • At 05 agosto, 2005 18:18, Blogger Eduardo said…

    Enviei um e-mail para comercio151@hotmail.com, ainda sem resposta. Receberam algum com remetente "Eduardo Neves"?

     
  • At 05 agosto, 2005 20:22, Blogger SusanaRibeiro said…

    Eu enfio a carapuça com todo o orgulho. Há grandes amizades que começam na marcação de serviços e contactos que vamos fazendo nesta profissão. Só quem o faz é que entenderá isto. Brindo os amigos que o Comércio fez e aos que eu farei tudo para manter, mesmo fora daqui. Mas isso já era parte do nosso dia-a-dia. ;-)

     

Enviar um comentário

<< Home