O Comércio do Porto

Num período em que deixou de haver papel para a tinta correr, os jornalistas e demais trabalhadores de O COMÉRCIO DO PORTO encontram neste espaço a via para o exterior, por forma a manter viva a alma do jornal mais antigo de Portugal continental. Envie as suas mensagens para comercio151@hotmail.com

terça-feira, agosto 02, 2005

O COMÉRCIO quer entrar

O jornalismo é um vício, como vocês sabem. Estou a ressacar. Fui tomar café, cheguei a casa e senti algo a bater na moleirinha. Bastante mais do que levemente. Fui ver. Era o COMÉRCIO.

2 Comments:

  • At 02 agosto, 2005 08:50, Blogger Francisco Manuel said…

    Não há dúvida que é um vício, mas um vício que nos faz bem. A adrenalina está cá dentro e tem de ser libertada.
    A caneta não caiu, nem cairá, reafirmo, porque nós precisamos de escrever, não por uma questão de ego, mas pelo espírito de missão que é esta nossa profissão, sempre em prol dos outros, esquecendo-nos, maior parte das vezes, de nós e das nossas famílias.
    Seria mais fácil um emprego das 9h00 às 19h00, ficarmos no conforto do nosso lar, mas isso é impossível para quem ama o jornalismo e sabe da sua importância para a humanidade.
    Força nas canetas. Força nas objectivas.
    (Já agora, cheguei sem problemas, mas agora vou à garagem com ele, porque depois há noticias para escrever)

     
  • At 02 agosto, 2005 11:06, Blogger Acetatos said…

    Hey mates... Confesso não ser (ou não ter sido) um leitor assíduo do jornal, mas respeito demasiado qualquer força "justiceira" que expõe os problemas da nossa sociedade ao mundo, ou seja, os jornalistas, como forma de catarse e possível resolução desses mesmos problemas.
    Agora, e para vocês manterem o vício, vocês deviam iniciar uma espécie de jornalismo underground, totalmente on-line, mas completamente virado para o jornalismo de intervenção (uma espécie de blog, mas mais intenso e sem preconceitos), um pouco de "power to the people and the people to the power".

     

Enviar um comentário

<< Home