O Comércio do Porto

Num período em que deixou de haver papel para a tinta correr, os jornalistas e demais trabalhadores de O COMÉRCIO DO PORTO encontram neste espaço a via para o exterior, por forma a manter viva a alma do jornal mais antigo de Portugal continental. Envie as suas mensagens para comercio151@hotmail.com

segunda-feira, agosto 01, 2005

O "capitão" do povo

Com o rio Douro como pano de fundo e um banho de multidão a engrandecer a cerimónia, Jorge Costa apresentou, ao final da tarde, "O Capitão", obra que relata a carreira do jogador do FC Porto, escrita pelos punhos de Rui Cerqueira (RTP) e Carlos Pereira Santos (A Bola). O COMÉRCIO, conforme prometido, esteve lá, e voltou a sentir o carinho de todos, das gentes do clube, dos portuenses e do próprio jogador, conforme relata, no "post" anterior, a Patrícia Carvalho.
"O Capitão", ontem apresentado na Ribeira do Porto por manifesto desejo do defesa-central, pretende abrir as portas do mundo de Jorge Costa, assumindo-se como uma obra repleta de "intimidades". "Sei perfeitamente que quem me conhece apenas da televisão tem uma ideia de mim diferente daquilo que sou. Espero que depois de lerem o livro fiquem com uma ideia positiva de quem realmente sou", disse Jorge Costa, durante a concorrida apresentação, que contou com a presença do presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, de outros dirigentes como Reinaldo Teles ou Paiva Brandão, de vários colegas de equipa, como Vítor Baía, Ricardo Quaresma, Ivanildo, Pepe, Leandro, Lisandro, Lucho González ou Sonkaya, e de vários notáveis que se deslocaram ao local a título individual, com destaque para o humorista Fernando Rocha e o fisioterapeuta Rodolfo Moura, actualmente no Benfica, depois de vários anos ao serviço dos dragões.
Ao longo de 170 páginas, resultado de relatos que se prolongaram por três meses, Jorge Costa revela grande parte da sua carreira e, claro, da sua vida, realidades que se cruzam constantemente. O Presidente da República, Jorge Sampaio, prefacia "O Capitão". A obra surge numa altura em que o jogador, que entra no última época da carreira, vê a sua natural titularidade ameaçada, a julgar pelas recentes opções de Co Adriaanse. "A minha relação com Co Adriaanse é normalíssima. Sou jogador do FC Porto e estou disponível para ajudar o clube sempre e em qualquer situação. Eu ainda sou o capitão", explicou o, como ontem se viu, "capitão" do povo, da "nação" portista.

8 Comments:

  • At 01 agosto, 2005 23:01, Blogger Patricia Carvalho said…

    As pessoas que tu conheces Vitor... Eu só vi o Pinto da Costa :) Ainda bem que fizeste a notícia, o meu post era um bocado noticia-light-ó'colorida. Abraço

     
  • At 01 agosto, 2005 23:03, Blogger Vítor Hugo Alvarenga said…

    Já te deixei um comentário, e só engrandece o produto, eheh. Beijo

     
  • At 01 agosto, 2005 23:32, Anonymous Anónimo said…

    NESTA CENA DA PRENSA IBERICA, VOLTA A ENTRAR EM CENA O DR! VITOR FERNANDES, DA TAL FINANZZA.
    CADA POSTA DE PESCADA DO HOMEM TEM SEMPRE GRANDE IMPACTO NOS MEDIA(PRINCIPALMENTE NA LUSA)
    MAS SERÁ QUE NÃO EXISTE NINGUÉM QUE DIGA A VERDADE SOBRE UM GRUPO QUE NÃO EXISTE
    BASTAVA PERGUNTAR EM BRAGANÇA, ONDE DE FACTO O SR FERNANDES TEM UMA EMPRESA QUE DETÉM DUAS RÁDIOS EM VIMIOSO E SABROAS E TEM UMA ALUGADA EM VALPAÇOS(PROIBIDO POR LEI) E AINDA TEM VÁRIOS MANDATOS DE SUSPENSÃO DE AVARÁS EMITIDOS PELA COMUNICAÇÃO SOCIAL

    PELOS VISTOS , ATÉ AGORA, O UNICO QUE NÃO FOI NA CANTIGA, FOI ANACORETA CORREIA, A QUEM O NOSSO AMIGO QUERIA COMPRAR O COMÉRCIO POR 1 EURO

    COMO JÁ SE DISSE AQUI, ANDA TUDO A DORMIR...
    VÃO A DGRN.MJ.PT E PODEM VERIFICAR QUE ESSSA FINAZZA NÃO EXISTE EM PORTUGAL E A SUPOSTA SEDE É UM APARTADO..MAS O RAPAZ VICTOR TEM MÉRITO, ATÉ CONSEGUIU SER RECEBIDO POR SANTOS SILVA

    MAIS SOBRE ISTO, ACONSELHA-SE PESQUISA NO SITE DA AACS OU GOOGLE POR
    FINANZZA
    RÁDIO+SABROSA
    RÁDIO+VIMIOSO
    RÁDIO+VALPAÇOS
    RADIO+VITOR FERNANDES
    RÁDIO CIDADE BRAGANÇA
    RÁDIO REGIONAL
    GRUPO NORTE RÁDIO E TELEVISÃO

    se desejam fazer jornalismo,podem começar por aki

     
  • At 01 agosto, 2005 23:52, Anonymous Anónimo said…

    11. DELIBERAÇÃO SOBRE PROGRAMAÇÃO DAS RÁDIOS REGIONAIS DE VIMIOSO E SABROSA.

    Apreciado o ofício do ICS relativo à programação das Rádios Regional de Sabrosa e Regional de Vimioso, detidas pela empresa NRT – Norte Rádio e Televisão, Ldª, constatado que está o incumprimento reiterado por parte deste operador, das normas aplicáveis à actividade de radiodifusão, em particular no que concerne ao cumprimento do projecto licenciado, e atento o teor das deliberações adoptadas em Plenário da AACS, de 28 de Abril e 28 de Julho de 2004, a Alta Autoridade para a Comunicação Social delibera proceder à instauração de procedimento contra-ordenacional, ao abrigo do disposto na alínea c) do artigo 68º da Lei nº.4/2001, e comprovando-se a verificação dos requisitos previstos no número 1 do artigo 69º do mesmo diploma, proceder à aplicação da sanção acessória de suspensão da licença por um período de três meses, concedendo, nos termos do disposto nos artigos 100º e 101 do C.P.A., o prazo de 10 dias para a realização da audiência prévia.



    Esta deliberação foi aprovada, por unanimidade, com votos de Armando Torres Paulo, Artur Portela, Sebastião Lima Rego, José Garibaldi, João Amaral, Carlos Veiga Pereira e José Manuel Mendes.

    (Relatora do processo: Maria de Lurdes Monteiro)



    12. DELIBERAÇÃO SOBRE PROGRAMAÇÃO DA RÁDIO COMERCIAL DE VALPAÇOS.

    Apreciado o ofício do ICS relativo à programação da Rádio Comercial de Valpaços, detida pela empresa Interior Norte Rádio, Ldª, constatado que está o incumprimento reiterado por parte deste operador, das normas aplicáveis à actividade de radiodifusão, em particular no que concerne ao cumprimento do projecto licenciado, e atento o teor da deliberação adoptada em Plenário de 28 de Julho de 2004, a Alta Autoridade para a Comunicação Social delibera proceder à instauração de procedimento contra-ordenacional, ao abrigo do disposto na alínea c) do artigo 68º da Lei nº. 4/2001, e comprovando-se a verificação dos requisitos previstos no número 1 do artigo 69º do mesmo diploma, atenta a gravidade e reiteração do ilícito, proceder à aplicação da sanção acessória de suspensão da licença por um período de três meses, concedendo, nos termos do disposto nos artigos 100º e 101 do C.P.A., o prazo de 10 dias para a realização da audiência prévia.



    Esta deliberação foi aprovada, por unanimidade, com votos de Armando Torres Paulo, Artur Portela, Sebastião Lima Rego, José Garibaldi, João Amaral, Carlos Veiga Pereira e José Manuel Mendes.

    (Relatora do processo: Maria de Lurdes Monteiro)

     
  • At 02 agosto, 2005 00:33, Blogger TAF said…

    Meus caros, então esses talentos jornalísticos andam por baixo?
    O anónimo aqui acima já vos "deu as tácticas", toca a investigar... ;-)
    Não esperem que haja investidores que apostem em vós se não mostrarem garra nestes assuntos!
    Já agora, caro anónimo, mais valia assinar.

     
  • At 02 agosto, 2005 01:07, Blogger Ruiri said…

    Grande Carlos Pereira Santos volta ao Comércio.
    Contigo à frente das tropas isto não tinha dado o tombo que deu.

     
  • At 02 agosto, 2005 01:44, Blogger Jorge said…

    Ora deixem-me esclarecer-vos. Sendo do parque jurássico da classe (CP 1127) também andei por aí. Três meses às ordens dum "farsola" de nome Manuel Teixeira, "naturalmente" ligado à PT via Lusomundo, então director. O mencionado CPS, Carlos Pereira Santos [há séculos que não te vejo, porra!] era um jovem que, sem que ninguém desse por ela, "apalpava a bilha" ao director e dizia: "Vai à tua vidinha!". Grande CPS...

     
  • At 02 agosto, 2005 02:35, Blogger Guilherme Soares said…

    Grande vítor!

     

Enviar um comentário

<< Home