O Comércio do Porto

Num período em que deixou de haver papel para a tinta correr, os jornalistas e demais trabalhadores de O COMÉRCIO DO PORTO encontram neste espaço a via para o exterior, por forma a manter viva a alma do jornal mais antigo de Portugal continental. Envie as suas mensagens para comercio151@hotmail.com

segunda-feira, agosto 15, 2005

Hoje estaria de folga

É, é uma raça de vício, como dizia a Ana Cristina. Chegado de um curto exílio na costa minhota, a primeira coisa que fiz quando cheguei a casa, numa abrasadora e vazia cidade de Braga, foi vir ler-vos/nos, o que não fazia já há quase uma semana.

Hoje estaria de folga. Mas em Agosto ia trabalhar. Ia. Não fui. Não estou a ir. Tenho ido à praia. Têm estado uns dias porreiros, mas hoje e ontem com gente a mais. A água em Esposende/Cepães tem estado bem boa. Joguei à bola com o mano mais novo quase todos os dias para sua delícia e meu cansaço.

Agosto é uma seca descomunal em Braga. Só 'emigras'. Diz que o Lagares 'tá a dar. Hummm.... Se calhar fico-me pelo Deslize (o mítico bar que faz pela vida nesta altura) ou pelo Metamorphose, antigo John Lennon, para os mais antigos.

O meu pai, nestes dias, comprou algumas vezes o JN, ele que compra sempre o Público. À primeira, perdoei, "estava esgotado, Guilherme". Mas duas, três, quatro vezes?? Um dia comprou o 24 Horas por causa daquela 'cena' da Maria Barroso ter engolido um pirolito na praia... Passei-lhe um raspanete, claro! "O 24 horas?!?!' 'Tás tolinho, ou fazes-te?!?", "Ah e tal, foi por causa dessa 'notícia' do Soares...", abespinhou-se o senhor meu pai. "Não quero saber, não voltas a comprar isto, ouviste?", atirei mal-disposto, três minutos que tinham passado do meu acordar. Eu, que o pus a ler o COMÉRCIO!

Sempre adorei ler jornais. Não todos, bem entendido. Acho que isso influenciou muito o facto de nunca ter querido ser outra coisa que não jornalista. Não quero desistir. Não vou desistir. Quando é que voltamos a fazer o COMÉRCIO? Eu queria muito...

Não fui ao jantar na quinta-feira, pelo que queria mandar um abraço e beijinhos para as pessoas de quem eu mais gosto (algumas nem sequer sabem que gosto, mas não interessa) e para as outras também pode ser. Jantar em Coimbra? hummmm.... A ber bamos...

Que textinho de caca (ia escrever 'merda', mas achei que caca é menos agressivo e percebe-se na mesma que é, de facto, uma merda, este texto). Acho que apanhei muito sol hoje.

12 Comments:

Enviar um comentário

<< Home