O Comércio do Porto

Num período em que deixou de haver papel para a tinta correr, os jornalistas e demais trabalhadores de O COMÉRCIO DO PORTO encontram neste espaço a via para o exterior, por forma a manter viva a alma do jornal mais antigo de Portugal continental. Envie as suas mensagens para comercio151@hotmail.com

terça-feira, agosto 09, 2005

Há esperança...

Da Lusa:

A palavra "sexo" foi a mais procurada na Internet pelos portugueses durante o primeiro semestre deste ano, divulgou hoje a Marktest, avançando que 131 mil portugueses com mais de quatro anos introduziram a expressão nos motores de busca.

Aproveito o blogue para manter a minha cruzada contra morais hipócritas e ultrapassadas pelos acontecimentos. Um registo destes já serve para uma série de psicólogos, sociólogos ou psiquiatras das plataformas mais conservadoras da família (como se eu nunca tivesse tido um família...) e da moral religiosa (aplico-o a todas as religiões...) irem para os órgãos de comunicação ditar sentenças contra a internet, a televisão, os vídeo-jogos e os filmes (cinema ou vídeo). Há algum português que não se lembre da comichãozinha ou dos calores provocados pela atracção sexual, mesmo nas mais tenras idades? Sobretudo aqueles que de alguma o sentiram como um pecado, um crime lesa-moral, uma maldade passível da visita do papão ou da perda de um lugar no céu?

Ou seja, contra factos não há argumentos. Ou a malta se liberta de preconceitos e dá uma via de liberdade e conhecimento às crianças relativamente ao sexo, descriminando-o a vários níveis, mas sobretudo moral e intelectualmente, ou vamos continuar na pasmaceira. Depois admiram-se que toda a gente saiba que praticamente todos enganam todos, mais dia menos dia! Mesmo os mais moralistas. Sublinho: sobretudo os mais moralistas.
Vá lá que a Natureza se encarrega de os contrariar. Nem que seja pelo instrumento periférico ao conhecimento humano, as novas tecnologias. Afinal, há esperança. Há sempre esperança!

4 Comments:

Enviar um comentário

<< Home