O Comércio do Porto

Num período em que deixou de haver papel para a tinta correr, os jornalistas e demais trabalhadores de O COMÉRCIO DO PORTO encontram neste espaço a via para o exterior, por forma a manter viva a alma do jornal mais antigo de Portugal continental. Envie as suas mensagens para comercio151@hotmail.com

domingo, agosto 14, 2005

Especialista em ranchos à moda de cá

Camaradas:
O desemprego faz mal e dá para a gente fazer tolices. Assim sendo, vou "tirar um curso" intensivo sobre folclore, ou folclores. Ainda não sei a quem vou tirar esse curso, mas logo se verá. Porém, acredito que dentro de sete dias serei outra pessoa! É que já nesta Segunda-feira (15/8) quando forem cinco da matina abalo com o Rancho Folclórico de Abragão, Penafiel, para uma "tournée" pela Europa. Vou viver durante esta semana em casa de uma família belga que ainda não conheço; e levarei uma "overdose" de folclore sete dias seguidos.
Vou estar em Bruxelas, Antuérpia, Maline e noutras cidades onde estão previstos festivais internacionais de folclore, obviamente com pessoal de vários países do mundo. Aproveitarei a deslocação para fazer uma reportagem para a Rádio Clube de Penafiel e, se encontrar um computador livre ( e tempo) asseguro o serviço para o blogue.
Verão (3ª pess. plu. fut. ind. de ver) que serei um homem novo neste Verão (subst. masculino do Lat. veranu).

5 Comments:

  • At 14 agosto, 2005 10:45, Blogger Arménio Belo said…

    uma boa viagem... macho latino!!!
    Arménio Belo

     
  • At 14 agosto, 2005 10:53, Blogger Francisco Manuel said…

    todos os génios são loucos, assim diz a história.
    boa viagem

     
  • At 14 agosto, 2005 12:31, Blogger Manuela Pinto said…

    Vinha não te esqueças de me trazer chocolates. Para fazer bolos! Os chocolates belgas são muito bons. Boa Viagem! Manuela

     
  • At 15 agosto, 2005 16:17, Blogger dora said…

    vinha, tu és mesmo uma inspiração! boa tourné!

     
  • At 23 agosto, 2005 12:06, Blogger Ferreira said…

    Espero que esse curso intensivo tenha sido util para a reportagem.
    Temos que dar boa imagem do país no estrangeiro, não fosse o fólclore um óptimo cartão de visita sobre os nossos costumes. A cantar e a dançar ninguém nos bate...
    Aproveite esse desemprego "à força" para continuar a dar boas lições de jornalismo.
    Rui, Bruxelas

     

Enviar um comentário

<< Home