O Comércio do Porto

Num período em que deixou de haver papel para a tinta correr, os jornalistas e demais trabalhadores de O COMÉRCIO DO PORTO encontram neste espaço a via para o exterior, por forma a manter viva a alma do jornal mais antigo de Portugal continental. Envie as suas mensagens para comercio151@hotmail.com

segunda-feira, agosto 01, 2005

Aos pobres de espírito...

O triste cenário de encerramento do nosso "O COMÉRCIO DO PORTO" desperta pensamentos e emoções que devem ser encarados como discurso coerente e nunca como lamechices banhadas de frustração ou como estéreis desabafos de infortúnio.

Sentimos o fecho do nosso COMÉRCIO como se fosse a partida de uma pessoa chegada, querida. Chorámos, sofremos. Permanece no nosso peito o vazio enorme desta perda. Mas continuamos a acreditar.

Esta não é uma laje tumular onde se inscrevem inúteis mensagens de despedida, é um mural pintado de vitalidade e onde damos prova da nossa entrega e profissionalismo a um projecto em que veramente acreditamos.

E enquanto não espreita a oportunidade para um renovado ponto de partida, deixamos aqui pequenos grandes focos de energia, vontade, essência e verdade.

Salomé Castro

4 Comments:

  • At 02 agosto, 2005 01:36, Blogger dhuoda said…

    Parabéns pela vossa força e coragem!
    Enquanto se aguardam novas expectativas,o importante é permanecer.É com muito agrado que vos reencontro, mesmo aqui,à distância de um clique.

     
  • At 02 agosto, 2005 11:35, Blogger ines said…

    Boa!

     
  • At 02 agosto, 2005 13:49, Blogger adrifil said…

    Olá Salomé,
    Ainda não falamos desde o encerramento do Comércio mas sabes que eu e a Adriana te desejamos as maiores felicidades e que continues a escrever num futuro próximo, seja no Comércio renascido ou noutro lado. Como tu dizes, continuem a acreditar.

     
  • At 04 agosto, 2005 16:17, Blogger Salomé Castro said…

    Para Né e Adriana: OBRIGADA PELA FORÇA.

     

Enviar um comentário

<< Home