O Comércio do Porto

Num período em que deixou de haver papel para a tinta correr, os jornalistas e demais trabalhadores de O COMÉRCIO DO PORTO encontram neste espaço a via para o exterior, por forma a manter viva a alma do jornal mais antigo de Portugal continental. Envie as suas mensagens para comercio151@hotmail.com

quinta-feira, agosto 04, 2005

Ao Mente Sana: obrigado

Dos vários comentários que temos recebidos aqui neste espaço de comunhão e partilha de sensações pelo fim de um projecto - e eu ainda acredito que o título pode renascer em breve... - um comentador de apelido Mente Sana (vão ler e vão concordar, como eu, com o seu baptismo!) escreveu-me o seguinte. Não podia estar mais de acordo, embora haja particularidades neste nosso caso, o do COMÉRCIO, que não sejam semelhantes. Mas no geral...

"Isso é uma prática generalizada na blogosfera, contra a qual existem apenas duas coisas a fazer, ignorar e eliminar esses comentários. Só depois de ter comentado é que reparei no comentário depreciativo de um "xau-xau" e então percebi o porquê do seu texto, que tinha toda a razão. Quanto a isso, eu penso que quem pretende gozar com os outros aproveitando-se do azar alheio para denegrir as pessoas não merece que nos dignemos a responder-lhes. O vosso caso sensibilizou-me porque já passei por outros semelhantes. A técnica é sempre a mesma. Ainda me recordo que na altura nos falaram em crise, em contenção de despesas e, como que estando a gozar com a nossa cara, todos os automóveis de directores e administradores foram substituídos por outros modelos, topos de gama. Devia de ser da crise, percebe ? A contenção de despesas faz-se assim, adquirindo carros de luxo ! Mas não ficaram por aí. Indeminizações a esses indivíduos que foram autênticos totolotos, algumas ascendendo à centena de milhar de contos e mais !:-) Era da crise. Entretanto, pessoas que toda a vida foram competentes e sobre quem na semana anterior tinha ouvido os seus chefes dizerem que eram excelentes profissionais, na semana em que tudo estoirou já estavam ultrapassadas, uma inclusivé foi tratada como se tivesse problemas psiquiátricos, com desprezo e rindo-se das suas palavras, eram tudo incompetentes. Evidentemente que numa situação destas só há que fazer aquilo que escrevi no mail que vos enviei. Quando estão a fazer força para nos fecharem a porta, a solução é segurarmos um bocadinho a "barra" mas depois puxarmos nós mesmos a porta violentamente, aproveitando a inércia e fazendo com que quem nos quis fechar a porta bata com a cabeça nela. Porque é você que tem razão. Porque é o senhor e os seus colegas que têm razão. Seríamos incompetentes se não tivessemos capacidade para trabalhar em nenhuma empresa, agora o que acontece é que quando fecha aquela onde trabalhávamos ou quando nos despedem, acabamos por ir para outra empresa, normalmente mais competitiva, a fazer precisamente o mesmo que fazíamos dantes. Afinal quem era o incompetente ? O director ? O administrador ? Sem dúvida que sim. Em relação aos jornais, vejo no entanto outros comentários onde abordam a publicidade e a "mafiosice" do poder local. Infelizmente é uma realidade. No entanto, voltamos ao mesmo, isso coloca-se em todos os níveis e nos mais diversos sectores. Se pretende evoluir na carreira, independentemente de ter de procurar algo diferente, temos de ter sempre em atenção que num país "colombializado" (pretendo dizer com características de terceiro mundo onde quase tudo se deixa subornar) existe sempre alguém num qualquer serviço público que poderá dizer para onde fomos por forma a permitir que nos difamem por esse país fora. E mais uma vez digo-lhe que reparei no seu comentário e no vosso blogue pois conheço perfeitamente a realidade empresarial, sei como funcionam as mentes de directores financeiros e administradores deste país onde alguns até têm a lata de dizerem que o povo português devia ganhar menos 10% quando eles, apenas por emitirem meia dúzia de pareceres, têm um vencimento médio de cerca de 100 mil contos por mês. É a crise. Um bom dia e um abraço ! "

3 Comments:

  • At 04 agosto, 2005 18:01, Blogger António Barroso said…

    Não recebi o tal mail. Se mo quiser enviar, mande para abarroso@ocomerciodoporto.pt ou barroso_antonio@hotmail.com

     
  • At 04 agosto, 2005 18:01, Blogger António Barroso said…

    Não recebi o tal mail. Se mo quiser enviar, mande para abarroso@ocomerciodoporto.pt ou barroso_antonio@hotmail.com

     
  • At 04 agosto, 2005 21:06, Blogger Mente Sana said…

    Duas questões, um lapso, não eram 100 mil contos por mês mas sim por ano. Tenho lido bastante sobre os vencimentos de presidentes de conselho de administração de grandes empresas e instituições e o que consta é que os vencimentos giram em torno desses valores, mas ANUAL e não mensal e daí as minhas desculpas pelo lapso, só agora é que reparei. Quanto ao mail agora já não é possível enviar-lho pois não guardo mails, mas penso que o importante é o apoio e pelo que vejo, estão a tê-lo e certamente irão conseguir ultrapassar a situação.

     

Enviar um comentário

<< Home