O Comércio do Porto

Num período em que deixou de haver papel para a tinta correr, os jornalistas e demais trabalhadores de O COMÉRCIO DO PORTO encontram neste espaço a via para o exterior, por forma a manter viva a alma do jornal mais antigo de Portugal continental. Envie as suas mensagens para comercio151@hotmail.com

segunda-feira, agosto 01, 2005

Ainda o vamos folhear outra vez

Um dia, se o resto da vida me correr ao contrário da última semana, vou estar sentado aí numa soleira qualquer a desfolhar o COMÉRCIO. Nesse dia, se a vida me correr ao contrário da última semana, contarei babado a um neto meu ou de um amigo qualquer que aquele jornal que folheio contou um dia comigo e com um monte de amigos e colegas. Nessa noite, porque a vida nos vais correr ao contrário da última semana, vou querer telefonar a todos.

24 Comments:

  • At 31 julho, 2005 20:02, Anonymous XAU XAU said…

    Sinceramente façam-me o favor...


    O choradinho nunca mais acaba..

    mas haverá algum idiota que queira perder milhões de euros no comercio e na capital?'

    só mesmo espanholada maluca..

    só que até a espanholada quando viu que já eram 6 milhões de prejuízo PISGOU-SE

    EU TINHA MANDADO TUDO PRA RUA...

    VCS QUEREM É DINHEIRINHO NA CONTA AO FIM DO MÊS....

    CAPITAL E COMÉRCIO JÁ DEVIAM TER DESAPARECIDO HÁ MUITO

    ATÉ O PINTO BALSEMÃO QUE É UM DOS PATRÕES DOS MEDIA PORTUGUESES QUANDO SE VIU LIVRE DA CAPITAL FICOU TODO CONTENTE. EU TAMBÉM FICAVA. AAHAHA

    JÁ SEM FALAR NA LISGRÁFICA QUE QUASE FOI À FALÊNCIA COM O COMERCIO...

    ISSO É SÓ DINHEIRO A IR PELO ESGOTO ABAIXO....

     
  • At 31 julho, 2005 20:08, Blogger Ricardo Salazar said…

    Sugestão: porque não lançar uma campanha de assinaturas do Comércio do Porto?

    Acredito que este momento tenha servido para "acordar" as pessoas e, em jeito de abaixo assinado, seria bom ver quantas pessoas estariam hoje disponíveis para assinar o Jornal.

    Podiam servir-se do Blog ( com links e publicidade em outros blogues e páginas), com um link para todos os interessados a assinar o Comércio por um ano - a contar da próxima edição - o pudessem fazer.

    Uma espécie de compromisso de Honra para voltar a editar o Jornal, mostrando aos investidores que tal seria economicamente viável.

    Eu sou o primeiro a assinar. Quanto é o valor de uma assinatura?

     
  • At 31 julho, 2005 20:11, Blogger Ricardo Salazar said…

    xau xau, isto é mesmo um país de filhos da puta anónimos!

    és uma boa besta, parabéns.

     
  • At 31 julho, 2005 20:18, Anonymous Anónimo said…

    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

     
  • At 31 julho, 2005 20:26, Blogger Ernesto said…

    se precisarem de colaboradores, a disponibilidade é muita. A vontade também.

     
  • At 31 julho, 2005 20:33, Blogger [_David_] said…

    Neste país de merda não há comentário possível!! Força!:)

    DAvid
    www.mylifeisamovie2.blogspot.com

     
  • At 31 julho, 2005 20:36, Anonymous Anónimo said…

    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

     
  • At 31 julho, 2005 20:45, Blogger Gois Vivo said…

    Realmente ha gente mt ordinaria mesma.
    Tou de acordo com a proposta do ricardo.
    Ja teem mais uma assinatura

     
  • At 31 julho, 2005 21:01, Anonymous tania laranjo said…

    Barroso.... Força! Melhores dias viram. Força para todos e continuem a resistir. Para bem de todos nós, o Comércio não deve fechar. E espero que seja encontrada uma solução. O que ainda é +possivel

     
  • At 01 agosto, 2005 00:04, Anonymous Anónimo said…

    Sou uma admiradora da sra. Tânia Laranjo, uma mulher corajosa que está no jornalismo em defesa da verdade e que tantas vezes incomoda poderes instalados e senhores feudais com o relato nu, cru e verdadeiro dos factos.
    O JN com a sra é um jornal querido do povo, dos indefesos e dos que clamam por Justiça numa sociedade apodrecida pelo corruptos pós-25 de Abril.
    Oxalá sra. Tânia Laranjo seja avisada a tempo de não ter de se cruzar um dia na Redacção do JN (agora pertencente ao amigo Joaquim Oliveira de passado duvidoso) com escroques do género do Rogério Gomes.
    Creio que Deus providenciará para evitar-lhe encontros com quem vendeu a alma ao diabo.

     
  • At 01 agosto, 2005 00:50, Anonymous tânia laranjo said…

    Cara anónima..... Nao me cruzo com certeza. A partir de amanhã sou jornalista do Público

     
  • At 01 agosto, 2005 02:31, Anonymous Anónimo said…

    linbdo, grande chefe.fil

     
  • At 01 agosto, 2005 02:31, Anonymous peter pan said…

    após ler estes comentários, é pena que acima de tudo esteja em causa um jornal com muito nome e credibilidade no nosso país. Concerteza que não é pelo Sr. Rogério ou outro qualquer que o jornal se encontra na situação que está, mas sim por falta de confiança de uns galegos que até ontém comandavam uma empresa em portugal. Ora agora que eles se piraram e deixaram o caminho livre, por favor alguém que possa dar um novo rumo a um jornal que se aguentou por mais de 150 anos. Acho que o povo do norte mereçe ter um jornal assim.

     
  • At 01 agosto, 2005 09:20, Blogger AM said…

    Meus amigos

    Um grande abraço de solidariedade.

    Até sempre.

    António Moreira

     
  • At 01 agosto, 2005 10:18, Anonymous Anónimo said…

    Tânia Laranjo: a partir de amanhã sou leitora do Público. O JN acabou de perder hoje uma leitora, mas mais me seguirão quando o Quim Oliveira lá meter escroques da laia do Rogério Mercenáio Gomes.

     
  • At 01 agosto, 2005 11:34, Anonymous Anónimo said…

    Era inevitável. Nesta coisa do jornalismo não há milagres e a incompetência de alguns paga-se com o sacrificio de muitos. Quando o Rogério Gomes largou o cargo de capataz da administração de O JOGO, coroado com negociatas do parque informático do jornal e despedimentos de jornalitas, temeu-se o pior para o COmércio. Mas nunca isto. Onde vais agora aterrar, Capataz Gomes? que botas vai a tua lingua agora lamber? Quando o ouvi comentar na SIC o jogo Guimarães-Benfica no dia em que o CP fechou portas e esgotou a edição, só consegui esboçar um sorriso. Mas será que a estes a coluna não dói?

     
  • At 01 agosto, 2005 11:44, Anonymous Anónimo said…

    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

     
  • At 01 agosto, 2005 12:59, Anonymous Anónimo said…

    Um ano e vinte e nove dias de colaborador fotográfico de " O Comércio do Porto " foi o tempo que o diário mais antigo do continente me deu, espaço para mostrar ao mundo o que eu vi e quis partilhar com todos os que nos leram e viram, até ao momento da ultima edição. A todos os que ilustrei textos fico grato pela parceria, ao meu editor Pedro Ferrari e a "chefinha" Marta Azevedo, manifesto o meu agradecimento pela confiança depositada e lealdade. A Ivone Marques e Márcia Vara espero que a imagem tenha estado a altura do texto. Fica a nostalgia de ver a noticia e ficar mudo... sego!
    Arménio Belo

     
  • At 01 agosto, 2005 14:42, Anonymous Graça said…

    Fui em tempos colega e amiga do AB. Hoje sou só amiga!

    Apesar desta lamentavel "suspensão", sei que vais dar a volta por cima. No entretanto, estamos cá nós (sabes quem) para o que quer e vier...

     
  • At 01 agosto, 2005 16:47, Blogger Jorge said…

    Toninho
    Um grande abraço

     
  • At 01 agosto, 2005 17:01, Blogger Rogério Barroso said…

    Amigos meus!
    Manifesto aqui, de forma veemente, a minha solidariedade, e aproveito para perguntar o que posso fazer, a vosso favor, com o meu programa na Rádio Guadiana ("Conversas de Café") e com a minha revista "on-line" ("Algarve Menos".
    Um abraço para todos e um beijo para o meu Toninho Barroso.
    Rogério Barroso

     
  • At 01 agosto, 2005 17:09, Anonymous Anónimo said…

    Fico satisfeito por saber que a grande jornalista Tânia Laranjo vai para um jornal a sério, O Público, livrando-se da sangria, da censura e dos algoses que o Quim Oliveira vai recrutar para o JN.
    E aproveito para fazer um apelo à malta do JN: Cuidado, pessoal, o Capataz Rogério Gomes está a soldo para fazer correr mais sangue!

     
  • At 01 agosto, 2005 18:42, Anonymous Anónimo said…

    quem quer que sejas xau-xau, ainda gostarias que me explicasses, frente a frente, como é possível existir pessoas com imitações de alma. Sabes o que é a alma não sabes?

     
  • At 01 agosto, 2005 18:52, Anonymous Anónimo said…

    É verdade que o Rogério Gomes vai abdicar da indemnização que lhe cabe em favor dos jornalistas que nunca tiveram aumento, mas a quem ele pediu (e até exigiu) muitas horas de trabalho para o Jornal?

    Se o fizer sobe na minha consideração.


    Manuel Teixeira

     

Enviar um comentário

<< Home